• Clínica Higashi - Quem Somos
  • Clínica Higashi - Informações
  • Clínica Higashi - Benefícios
  • Clínica Higashi - Contato
  • Clínica Higashi - Artigos
Indicar       Indicar     
Rio de Janeiro (21) 3439 8999
Londrina  (43) 3323-8744
Estimulação Magnética transcraniana / Estimulação transcraniana por corrente contínua.

O que é Estimulação Magnética Transcraniana ou EMT ?

A Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva (EMT) é um procedimento médico, que utiliza estímulos elétricos e magnéticos excitatórios ou inibitórios para reestabelecer o funcionamento cerebral. Estimulação Magnética Transcraniana tem sido utilizada no tratamento da depressão, alucinação auditiva (ex: esquizofrenia), zumbido crônico, dor crônica e atualmente vem sendo amplamente estudada em diversas outras doenças, tais como: ansiedade, transtorno bipolar, síndrome do pânico, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), transtorno e  deficit da atenção com ou sem hiperatividade, transtorno do stress pós-traumático (TSPT), reabilitação do Acidente Vascular Cerebral (AVC), tiques, síndrome de Tourette, epilepsia, espasticidade da esclerose múltipla, zumbido, doença de Parkinson, distonia entre outras.


Assista abaixo matéria explicativa sobre Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)  no Jornal da Record. Dr. Higashi, médico neurologista, foi o primeiro médico ter experiência prática no tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana no Rio de Janeiro.




Histórico:


O primeiro equipamento de Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva ( EMT) semelhante ao que é utilizado hoje surgiu em 1975 na Grã-Bretanha.  Em 1985, a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) foi desenvolvido para uso científico no Reino Unido por Dr. Anthony Baker.


Em 1992, a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) começou a ser aplicada para tratamento da depressão.A técnica médica foi aprovada pela FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora dos EUA, em 2008. No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) regulamentou o uso do aparelho de Estimulação Magnética Transcraniana em março de 2006.


No Brasil, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), já possue desde 2001 um setor específico para Tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva coordenado por Dr. Antonio Marcolin, médico precursor do uso da Estimulação Magnética Transcraniana no Brasil.


No Rio de Janeiro, em 2006, Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, foi o primeiro a utilizar Estimulação Magnética Trasncraniana (EMT) no departamento de Neurologia do Hospital Naval Marcílio Dias, centro médico referência em neurologia na marinha, para tratamento da depressão, dor crônica, reabilitação do AVC e doença de Parkinson. Dr. Rafael Higashi em 2007 fundou a primeira clínica para tratamento privado com Estimulação Magnética Transcraniana no  Rio de Janeiro.


Em 2012 a Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva (EMT) foi reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como um tratamento médico eficaz.


A foto em 2006 no Departamento de neurologia do Hospital Naval Marcílio Dias (HNMD), mostra Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, coordenador da Clínica Higashi no Rio de Janeiro. O HNMD é referência em neurologia no Brasil e foi o primeiro serviço do governo no Rio de Janeiro a oferecer tratamento médico com Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva sob coordenação do Dr. Rafael Higashi.

estimulacao magnetica transcraniana no rio de janeiro.jpg


Declaração do Hospital Naval Marcílio Dias no Rio de Janeiro aonde Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, coordenou desde de maio de 2007 até abril de 2008 o laboratório de Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva. Este período foi os primeiros passos para que Dr. Rafael Higashi, adquiri-se grande experiência no uso da Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva. 

Certificado de coordenação do setor de Estimulação Magnética Transcraniana do serviço de neurologia do Hospital Naval Marcílio Dias Rio de Janeiro .jpg



Em 2007, certificado de curso de treinamento prático em Estimulação Magnética Transcraniana no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, sob coordenação do Dr. Marco Antônio Marcolin, pioneiro no Brasil na utilização de Estimulação Magnética Transcraniana.  Em 2007, Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, foi o primeiro médico no Rio de Janeiro a iniciar os estudos da aplicação prática da Estimulação Cerebral não invasiva no tratamento cerebral.

Treinamento em Estimulação Magnética Transcraniana realizado na USP em 2007.jpg



A foto 2010 mostra Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, com Dra Andrea Nunes fazendo à aplicação de Estimulação Magnética Transcraniana na Clínica Neurológica e Neurorestimulação Higashi Rio de Janeiro (Centro Médico Athenas).

DR. Rafael Higashi e Dra Andrea Nunes aplicando a EMT.jpg



Foto 2011 no setor de Estimulação Magnética Transcraniana da Clínica Higashi: Dr. Rafael Higashi, médico neurologista, programando a região, intensidade, frequência, intervalo e sessões do tratamento de Estimulação Magnética Transcraniana Repetitiva ( EMTR) .

Estimulação Magnética Transcraniana no Rio de Janeiro .jpg



Foto 2013 mostra o setor de Estimulação Magnética Transcraniana da Clínica Higashi. A Clínica Higashi é a primeira Clínica privada no Rio de Janeiro a oferecer tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana, possui uma equipe treinada para o suporte básico de vida com certificação da American Heart Association, possui equipamento moderno de Desfibrilador Automático Externo e Bolsa-Válvula-Máscara / insuflador manual.

estimulação magnetica transcraniana da Clínica Higashi.jpg


Características do tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana repetitiva ou EMTr:

É praticamente isenta de efeitos colaterais (quando realizado de maneira personalizada com médico com experiência em Estimulação Magnética Transcraniana)

Rápida resposta ao tratamento (depende da individualidade de cada pessoa)


Tratamento seguro, não invasivo e não requer anestesia (quando realizado por médico especialista)


O tratamento é definido individualmente com cada paciente


Não é preciso interromper tratamento com medicamentos para iniciar a EMTr

 

Como funciona ?

Antes de iniciar o tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana (EMT), o paciente é devidamente avaliado pelo médico. O número de aplicações não é padronizado, cadas caso deve ser avaliado individualmente. Há um certo consenso de que não deve ser previamente fixado, pois depende de vários fatores como: diagnóstico, gravidade, refratariedade e cronicidade.

Após a consulta especializada em neurologia e Estimulação Magnética Trasncranina (EMT) com duração média de 1hora e meia, é traçado um plano de tratamento com Estimulação Magnética Transcraniana, ou seja, área cerebral a ser estimulada, a intensidade do estímulo, duração de cada sessão e frequência (inibitória x excitátoria). 

A maioria dos pacientes requerem entre 10 a 20 sessões. Após estas sessões iniciais as sessãos de Estimulação Magnética Transcraniana podem ser espaçadas gradativamente e ser realizado o tratamento de manutenção (por ex: semanal, quinzenal, mensal, bimestral, conforme a avaliação e indicação).

Cada sessão de Estimulação Magnética Transcraniana tem duração média aproximada de 30 minutos. O local de aplicação da Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é realizado em uma sala especial na própria Clínica Neurológica Higashi.



Estimulação Magnética Transcraniana superficial.png



A imagem abaixo mostra a ação cerebral da Estimulação Magnética Transcranina, o efeito  depende do ajuste da frequência do aparelho, frequências acima de 1 Hz são excitatórias e podêm ser utilizadas por exemplo para depressão, já frequencias abaixo de 1 hz são inibitórias e podem ser usadas por exemplo na ansiedade.

ação da EMT.jpg


O que é Estimulação Transcraniana por Corrente Continua ( ETCC) ?

Estimulação Transcraniana de Corrente Continua é uma modalidade não invasiva e indolor de estimulação cerebral que se utiliza de corrente elétrica continua para estimular areas cererbrais específicas. É utilizado uma corrente continua de baixa intensidade através de dois eletrodos posicionados corretamente na cabeça a qual modula  a atividade neural. Na Estimulação Transcraniana de Corrente Continua existem dois tipos de estimulação, a do anado e do catado. A estimulação do anado age ativando a excitabilidade neural enquanto a atividade do catado inibe ou reduz a atividade neural, o ajuste e o posicionamento destes dois eletrodos é realizado pelo médico com experiência na uso da tecnologia de neuroestimulação de acordo com a necessidade e patologia de cada paciente.

Em várias condições patológicas neuropsiquiátricas a Estimulação Transcraniana de Corrente Continua ( ETCC) tem mostrado benefícios como na depressão, ansiedade, doença de Parkinson, dor crônica, reabilitação do AVC, melhora cognitiva, entre outras. Apesar de alguns países Europeus como na Alemanhã o uso da ETCC já é considerada um tratamento médico, no Brasil a  Estimulação Transcraniana de Corrente Continua é considerado um tratamento experimental.


estimulação magnetica de corrente continua ETCC.jpeg





Reportagem no Jornal do SBT sobre o uso da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua no tratamento da depressão.


Clique aqui e entre em contato




<< VOLTAR